Referências Vending Machines – São Paulo (de novo!)

No final do mês passado (março) estive em São Paulo mais uma vez para visitar a família.
Como não podia deixar de ser, me mantive atento a todas as referências que pudesse encontrar no quesito Vending Machines.
De fato encontrei algumas coisas interessantes:
Vending Machine de Livros
A primeira máquina que encontrei foi a de livros. Ela ficava em uma estação do metro.
Nós já falamos dela aqui no blog em uma de nossas primeiras postagens, mas eu ainda não tinha tido o prazer de conhece-las pessoalmente.
As máquinas são muito arrumadas e os títulos bem interessantes, mas o mais legal é que você paga o quanto quiser pelo livro. Como diz o anúncio: “Pague quanto acha que vale”
Obs: Na foto não da para ver nenhum título conhecido, mas me lembro que vi alguns interessantes.

 Referências Vending Machines   São Paulo (de novo!)
Vending Machine de Livros
 Referências Vending Machines   São Paulo (de novo!)
Títulos Disponíveis

 Vending Machine de Cartuchos de Impressora

A EPSON inovou e lançou uma máquina automática para venda de cartuchos coloridos de impressora.
É mole?
Se me perguntassem sobre essa ideia eu não acharia boa. 
Esta máquina também fica em uma estação de metro, mas apesar de ser um ótimo ponto com muito volume de tráfego, não consigo imaginar uma pessoa comprando cartuchos de tinta enquanto espera sua condução…
Talvez a máquina opere no zero a zero, sendo a exploração publicitária o único “lucro” da EPSON.
Mas de qualquer forma é uma iniciativa muito interessante e diferente de tudo que já tinha visto antes.

 Referências Vending Machines   São Paulo (de novo!)
Vending Machine – Cartuchos de Tinta
O que vocês acham dessas ideias?

Tem chance de darem certo?
Alguém já consumiu algum desses produtos nessas máquinas?

Abraços,
Antonio
Mande suas dúvidas para duvidas@vendingmachinesocialclube.com
Siga-nos nas redes sociais:

Sobre Vending Machine Social Clube

Antonio é autor do blog Vending Machine Social Clube, que tem como objetivo compartilhar experiências no mercado das Vending Machines.

8 Comentários


  1. Eu vi algumas máquinas iguais a esta de livro na estação de metro de São Paulo. Até fiquei observando por um tempo pra ver se alguém compraria, mas ninguém comprou. Mas tem bastante, acredito que venda sim.

    Responder

  2. Já comprei livros, mas de cartucho de tinta nunca tinha visto. Mostraram no programa PEGN máquinas que vendem artigos de beleza (esmaltes, lixas e unhas postiças) e buquê de flores. Nunca imaginaria comprar flores assim.

    Responder
  3. Fabiana Cirilo

    Vending Machine de Livros foi a melhor idéia para consumo!
    Não somente eu, mas amigos da Universidade, familia e conhecidos consomem, sim!
    Alias, tornou-se nossa nova mania!
    Parabéns para quem teve essa ideia otima de fast food saudável! ;)

    Responder
  4. sidney

    Olá pessoal.
    Recentemente fiz uma pesquisa de campo após um bate papo com um consultor do sebrae em razão do interesse que tenho por esse tipo de negócio e me surpreendi com o volume de vendas de livros. Depois disso vi uma entrevista com o empresário dono do negócio, a empresa de livros chama-se 24×7 e ele tem 9 máquinas no metro de São Paulo e uma no Rio de Janeiro.
    Também achei muito interessante a venda de esmaltes . A dona da máquina que vende flores vende em média 12 buques por dia e precisa aumentar para 20 para pagar a máquina.
    Agora o que acham da venda de bebidas geladas? Como cervejas ,refrigerantes, e outras?
    Grande abraço e bons negócios.

    Responder

    1. Sidney, a venda de bebidas geladas é a mais comum. É o segmento que tem mais máquinas espalhadas pelo Brasil se não me engano.
      Nunca trabalhamos com elas, mas imagino que deva ser um excelente nicho já que existem tantas por aí, concorda?

      Abração e apareça sempre por aqui!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>