Nossa História – Parte 3

Como prometido no último capítulo da nossa história, hoje vamos falar sobre o uso dos cartões e a segunda máquina comprada.
Se você pegou o bonde andando e não leu ainda as partes 1 e 2, clique aqui e aqui respectivamente.

Nossa História – Parte 3

Cartões de Visita

Depois de visitar 22 pontos para conseguir instalar a primeira Vending Machine, eu e Charles percebemos que teríamos que passar mais profissionalismo se quiséssemos melhorar nossa taxa de conversão.
Obs: Neste primeiro dia a taxa de conversão foi um pouco menor que 5% (1/22). Bem fraca!

A primeira solução seria a criação de um nome para empresa e a confecção de cartões de visita.
(nós já falamos aqui no blog sobre a importância deles)

O nome foi uma coisa difícil. Queríamos algo que remetesse às crianças, alegria, brinquedos, mas também fizesse referência as Vending Machines e à sua história.
Todas as ideias que tivemos foram muito ruins, como vocês podem ver abaixo:

BULK HERO

HERO COIN

BOUNCY BALLS

HAPPY KIDS

Porquê todos os nomes em inglês?
Essa é uma pergunta que não sei responder, o tempo passa e algumas memórias se esvaem…essa foi uma delas. Confesso que também fiquei curioso e achei até estranho! rsrsrs

No final das contas, estávamos com preguiça de pensar mais e resolvemos colocar nos cartões:

 BULK VENDING MACHINES 
       Máquinas de Venda Automáticas

Juntamos nos cartões nossos telefones celulares e e-mails, finalizando assim todas as informações necessárias.

Neste momento passamos a entregar nossos cartões em todos os pontos e também começamos a colar dentro de nossas máquinas. Um excelente investimento!

Os cartões foram feitos na ZocPrint, naquele modelo grátis que já ensinamos por aqui também.
Infelizmente a ZocPrint parou de fazer cartões de graça, então por isto em nosso post sobre o assunto recomendamos a SocialPrint.

segundo+ponto+Vending+Machine Nossa História   Parte 3

O Segundo Ponto

Se vocês acompanharam os primeiros posts da série podem ver que a obtenção do primeiro ponto não foi muito trabalhosa.
Para nossa sorte, a segunda foi menos ainda!!

Na mesma semana em que instalamos a primeira máquina, o Charles resolveu voltar a um dos pontos que tínhamos visitado para conversar novamente com o dono.
O ponto também era uma banca de jornais e ficava localizada em frente a um curso de inglês muito badalado em nossa região.
Era uma criançada insana correndo por todos os lados, comprando picolés, biscoitos, gibis etc na banca.

Charles teve certeza de que aquele seria um ponto sensacional!

Determinado a conseguir a instalação, ele conversou durante muito tempo com o dono explicando todas as vantagens que a Vending Machine poderia trazer para o jornaleiro.
Por fim, combinaram de deixar a máquina lá durante 1 mês, para experiência.

Acho que não preciso nem dizer que ela está lá até hoje e tem vendas excelentes, certo?
Depois de todo esse tempo acho que já da pra concluir que a experiência do jornaleiro foi muito boa! rsrs

O único problema deste ponto é que ele sofre efeitos de sazonalidade, mas isso vamos deixar para explicar no próximo post ok?

Abraços a todos!
Antonio

Mande suas dúvidas para duvidas@vendingmachinesocialclube.com
Siga-nos nas redes sociais:

Copyright (c) 123RF Stock Photos

Sobre Vending Machine Social Clube

Antonio é autor do blog Vending Machine Social Clube, que tem como objetivo compartilhar experiências no mercado das Vending Machines.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>