Vale a Pena se Formalizar? Exemplo prático..

A resposta para a pergunta acima é um alto e sonoro: SIM!

Nós sempre recomendamos isso e nessa última semana soubemos de um caso que exemplifica perfeitamente o porquê da nossa sugestão.

Um de nossos leitores deixou um comentário muito instrutivo aqui no blog, contando o caso que aconteceu com ele na compra de suas máquinas.

Depois de ler nosso livro e blog, nosso leitor resolveu investir nas Vending Machines. Juntou todas as informações coletadas e partiu para compra de 3 máquinas com pedestais mais produtos. A compra ocorreu de forma tranquila, mas antes de receber ele foi surpreendido por uma notificação da Secretaria de Fazenda.

A notificação foi enviada por e-mail e dizia que os equipamentos comprados estavam apreendidos por motivos de diferença de imposto entre o estado vendedor dos equipamentos e o estado que os estava recebendo.

O imposto cobrado ficou em mais de 25%!

A justificativa para essa cobrança foi: PESSOA FÍSICA ADQUIRINDO MERCADORIAS EM QUANTIDADE DE CARACTERIZA INTUITO COMERCIAL.

Ou seja, o problema é que a compra foi feita na pessoa física, e não através de um CNPJ. (se tivesse sido feita através de uma empresa, o imposto, se cobrado, seria quase a metade)

Particularmente, nós nunca ouvimos falar desse tipo de cobrança. Nem com pessoa física nem com jurídica. Para nós é novidade total. Conhecemos muita gente que compra a anos as máquinas na pessoa física e nunca tiveram problema com diferença de impostos e etc.

Mas, não é por isso que todos devem dar chance ao azar, não é mesmo?

Por isso, vamos reforçar algumas recomendações:

1) Formalize sua operação. Você pode tanto abrir um CNPJ, quanto virar um MEI.

2) Cheque com seu fornecedor a existência ou não dessa tributação com base na localização do negócio deles e do seu.

3) Tenha em mente que, mesmo comprando uma máquina por vez na pessoa física, a freqüência de compras também pode caracterizar a justificativa dada acima pelo fiscal.

4) Esta recomendação vai para os fornecedores de equipamentos.

Informem seus clientes sobre essas cobranças. Muitos deles estão iniciando suas operações e não tem conhecimento sobre esse tipo de assunto. Vocês que já estão no mercado a muito tempo e fornecendo para todo Brasil poderiam dar esse suporte, agregando valor e construindo uma relação de confiança com seus clientes. Concordam?

Em última instância, caso haja algum problema, ao menos demonstrem preocupação e disposição de ajuda-los a resolver..

Fica a dica!

 

Se você já passou por uma situação dessas ou parecida, por favor compartilhe sua experiência nos comentários abaixo.

 

Mande suas dúvidas para duvidas@vendingmachinesocialclube.com

PS: Se você ainda não se cadastrou em nossa newsletter, clique no link abaixo e ganhe de presente um pacote com 28 artigos essenciais sobre as Vending Machines!

http://lp.vendingmachinesocialclube.com/pacote-28-artigos-essenciais/

 

 

 

Sobre Vending Machine Social Clube

Antonio é autor do blog Vending Machine Social Clube, que tem como objetivo compartilhar experiências no mercado das Vending Machines.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>